ENDODONTIA

A Endodontia é o ramo da Medicina Dentária que se dedica à patologia da polpa dentária, composta por vasos sanguíneos e nervos, que se encontra no interior do dente (canal radicular).

O objectivo de um tratamento endodôntico ou “desvitalização”, como é vulgarmente conhecido, é a erradicação das bactérias e conservação do dente, osso e gengiva que o circunda, bem como a preservação da sua funcionalidade.

Em que situações é necessário este tipo de tratamento?

Fratura dentária ou  trauma são algumas das situações com indicação para a realização de um tratamento endodôntico mas a principal razão deve-se à cárie dentária. Quando a lesão de cárie atinge uma zona mais profunda do dente, a polpa dentária fica inflamada, perdendo a capacidade de defesa e recuperação. Este estado, irreversível, é normalmente acompanhado por dor ao frio e ao quente, dor aguda ao mastigar ou até mesmo uma dor espontânea.

No que consiste um tratamento endodôntico?

O procedimento endodôntico consiste na realização de uma cavidade de acesso ao interior do dente, permitindo a limpeza e desinfeção dos canais radiculares, com recursos a instrumentos manuais e/ou mecanizados e soluções irrigantes. O término do tratamento faz-se com o preenchimento dos canais com um material adequado.

O tratamento endodôntico é um procedimento doloroso?

A realização deste tratamento não deve provocar dor, uma vez que é realizado com recurso a anestesia local. Por vezes, em alguns dentes, pode ser moroso atingir um nível profundo de anestesia, mas é sempre possível.

Contudo, existem infeções ou inflamações severas subjacentes que devem ser previamente comedidas com medicação adequada, sendo o tratamento endodôntico realizado à posteriori.

Após o tratamento, quando deve ser feira a restauração do dente?

Quando o tratamento endodôntico está terminado, e com os canais radiculares definitivamente selados, deve proceder-se à restauração do dente o quanto antes, seja com uma restauração convencional ou com um trabalho de prótese fixa.

Qual é a duração deste tratamento?

Quando um dente é tratado endodonticamente, é com o objectivo de durabilidade a longo prazo. No entanto, não podemos esquecer que um dente sujeito a este tratamento não fica imune a novas cáries e, além disso, um dente “desvitalizado”, ao perder todo o seu conteúdo nervoso do seu interior, deixa de sinalizar as agressões dentárias. Desta forma, é essencial a realização de consultas de controlo periódicas, por forma a  garantir a longevidade destes dentes..

 

Tem dúvidas? Por favor contacte-nos e teremos todo o gosto em esclarecer as suas questões.

×